Faculdade de Gestão de Turismo e Informática acolhe Seminário de Divulgação do Livro “Desafios para Moçambique”

o dia 25 de Outubro do corrente ano, a Faculdade de Gestão de Turismo e Informática (FGTI) da Universidade Católica de Moçambique (UCM), em Pemba, acolheu um seminário de divulgação do livro “Desafios para Moçambique”, uma colectânea de vários economistas moçambicanos.
O seminário contou com a apresentação de vários economistas dentre os quais Carlos Nuno Castel-Branco, Oksana Mandlate, Sérgio Chichava e Alda Salomão, que apresentaram uma palestra subordinada ao tema “Desafios Económicos para Moçambique”, durante a qual, os deram enfoque aos megas projectos que se vêm verificando nos últimos tempos em Moçambique, em particular, na província de Cabo Delgado, onde os oradores levaram a audiência a uma reflexão sobre qual era o papel do Governo no sentido de impulsionar os mega projectos para potenciar as pequenas e medias empresas.
A palestra levou também a audiência a reflectir sobre até que ponto os moçambicanos se beneficiam dos mega projectos realçando que já foram feitas várias descobertas mas existe uma controvérsia porque o povo moçambicano não está preparado no que diz respeito à mão-de-obra qualificada para trabalhar nas empresas de extracção de gás e petróleo, razão pela qual é importada mão-de-obra estrangeira.
O evento culminou com a exibição de uma peça teatral relacionada ao tema da palestra e seguida de um debate interactivo sobre o impacto dos mega projectos na província de Cabo Delgado.

Faculdade-de-Gestao-de-Turismo-e-Informatica-acolhe-Seminario-de-Divulgacao-do-Livro-Desafios-para-Mocambique-01 Faculdade-de-Gestao-de-Turismo-e-Informatica-acolhe-Seminario-de-Divulgacao-do-Livro-Desafios-para-Mocambique-02

Formação no sector de recursos minerais para jovens licenciados

eniA ENI East Africa – filial de Moçambique, operadora da concessão de exploração de petróleo e gás – área 4, jazida de Rovuma offshore, em colaboração com o Governo de Moçambique, dá continuidade este ano ao programa de formação de 200 Graduados em Economia, Ciências da Saúde, Ciências Biológicas, Engenharia, Química, Informática, Direito, para inserir num projecto de formação. Os programas de treinamento realizar-se-ão na Itália, com uma duração variável de 12 a 18 meses.

Os requisitos para se candidatar são os seguintes:
• Graduado e/ou finalista numa das áreas indicadas acima;
• Idade não superior a 32 anos;
• Nacionalidade moçambicana;
• Não ter participado nas selecções anteriores realizadas pela eni east africa.

Documentação necessária para a candidatura:
• Formulário do site eni.com, secção “Jobs&Careers”, devidamente preenchido com “enimoz3”, no campo da referência;
• Curriculum Vitae;
• Uma foto tipo passe;
• Documento de identificação.

Os candidatos deverão apresentar-se com os documentos indicados acima nas sessões de selecção que serão realizadas nas seguintes cidades:
Pemba, dia 4 de Novembro na Universidade Lúrio, Bairro Eduardo Mondlane – Campus de Pemba.
Beira, no dia 8 de Novembro na Universidade Católica de Moçambique – Rua Marquês de Soveral, 960, Palmeiras II.
Maputo, no dia 12 de Novembro (para as disciplinas de química e engenharia) e no dia 15 de Novembro (para as disciplinas de economia, ciências da saúde, informática, direito, ciências biológicas) na Universidade Mondlane no Complexo Pedagógico – Av. Julius Nyerere – Campus Universitário Principal.

Só é permitida a participação dos candidatos, para efeitos de selecção, em uma única cidade.
A selecção será dividida em duas fases. Aos candidatos, pede-se que escolham o local onde pretendem submeter a sua candidatura, devendo apresentar-se no local escolhido, nas datas acima indicadas, às 8h30 e permanecerem à disposição até às 20h00, para efectuarem a primeira parte da seleA segunda parte da selecção realizar-se-á nos dias imediatamente subsequentes, conforme um calendário que será comunicado oportunamente.